top of page

Transição de Carreira Depois dos 50 Anos: Desafios e Oportunidades


Parar ou Continuar


Com a expectativa de vida em ascensão e o mercado de trabalho em constante evolução, a transição de carreira depois dos 50 anos torna-se uma questão cada vez mais relevante. Muitos profissionais encontram-se em um ponto da vida onde reconsiderar a trajetória profissional é não apenas uma opção, mas uma necessidade. Este artigo explora os desafios e as oportunidades desta transição, oferecendo insights e estratégias para uma mudança bem-sucedida.


Para alguns, chegar aos 50 anos e olhar para trás, é como ver um filme da sua própria vida, uma grande reflexão. O pior desse filme é quando percebemos que passamos a nossa vida servindo aos outros e não pensamos em nós, em nossos sonhos, desejos, paixões que deixamos guardados em nossa mente ou em nossas gavetas. É hora de refletirmos, de voltarmos à nossa infância, adolescência, juventude para dentro de nós mesmo, para descobrirmos quem somos agora, o que nos faz feliz, o que ficou para trás, o que nos fez mudar, quem traçou nossos caminhos, quais sonhos foram deixados, quais sonhos foram realizados. Parar agora, mudar a rota ou continuar seguindo a vida como antes. Muitas vezes, o novo é amedrontador, nos paralisando, outras vezes, o novo é sinônimo de oportunidades, de renascimento, de reinventar a própria vida.

Escolhas são sempre difíceis, e tomar decisões nessa altura da vida é perturbador para muitos de nós, mas a boa notícia é que não temos nada a perder, e que sonhos precisam ser vividos para nos sentirmos completos, pois são nossos sonhos, paixões, propósitos que dão sentido à nossa vida e nos fazem viver. Não importa por quanto tempo mais iremos dedicar aos nossos sonhos, o importante é fazermos o que amamos hoje, viver como se não houvesse amanhã, sonhar como sonhávamos na juventude, e comemorar a cada conquista que nos faça sorrir e ser feliz.



O envelhecimento populacional é uma realidade mundial.

Estima-se que o número de idosos, com 60 anos ou mais, duplique até 2050 e mais do que triplique até 2100, passando de 962 milhões em 2017 para 2,1 mil milhões em 2050 e 3,1 mil milhões em 2100.

Na Europa, 25% da população tem mais de 60 anos, e no Brasil, segundo dados do Ministério da Saúde, em 2030 o número de idosos ultrapassará o total de crianças entre zero e 14 anos.

Segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em 2030, cerca de 40% da população brasileira deverá ter entre 30 e 60 anos. A indústria e o comercio estão de olho nessa grande fatia do mercado, como consumidores com potencial, como também como mão de obra com habilidades e competências adquiridas ao longo dos anos.



A Nova Realidade do Trabalho: Mudanças no mercado de trabalho com o aumento da longevidade.


Longevidade e Carreira

Com a  expectativa de vida mais longa e necessidade de planejar carreiras mais extensas, muitos " 50 Mais" estão estudando novos mercados e fazendo sua transição de carreira, não apenas por necessidade financeira, mas para se sentirem vivos, úteis, compartilhando experiências e fazendo o que ama.

A longevidade aumentada implica em carreiras mais longas. Além disso, a revolução tecnológica está redefinindo os setores e as habilidades demandadas. Profissionais mais velhos precisam adaptar-se a essas mudanças para permanecerem relevantes, esse é um grande desafio para os 50 mais.


Desafios da Transição de Carreira Depois dos 50, 60 anos



Os preconceitos etários são uma barreira real, onde muitos empregadores preferem candidatos mais jovens. Além disso, a atualização de competências é crucial, já que muitas indústrias requerem conhecimento em novas tecnologias e métodos de trabalho.

A mudança de identidade profissional também pode ser desafiadora, demandando resiliência e uma nova perspectiva sobre o próprio valor no mercado.


  • Preconceito Etário: o ageismo pode impactar de alguma forma, as oportunidades de emprego.

  • Atualização de Competências: Necessidade de adquirir novas habilidades e conhecimentos.

  • Mudança de Identidade Profissional: Adaptar-se a uma nova identidade profissional pode ser emocionalmente e ao mesmo tempo desafiador.

Estratégias para uma Transição Bem-Sucedida


  • Autoconhecimento: Avaliação de interesses, habilidades e valores.

  • Educação e Treinamento: Cursos, certificações e aprendizado contínuo.

  • Networking: A importância de construir e manter uma rede de contatos.

  • Planejamento Financeiro: Preparação financeira para uma transição sem sobressaltos.

O autoconhecimento é o primeiro passo. Avaliar interesses e habilidades atuais ajuda a direcionar a busca por novas oportunidades. Investir em educação continuada é vital para adquirir as competências exigidas. Networking é essencial para descobrir oportunidades e receber suporte. O planejamento financeiro, por sua vez, garante que a transição ocorra sem grandes percalços.



Oportunidades na Transição de Carreira


  • Empreendedorismo: Iniciar um negócio próprio como alternativa. Oportunidade para tirar seu sonho do papel

  • Consultoria e Freelance: Oferecer experiência e habilidades como consultor ou freelancer.

  • Voluntariado e Trabalho Social: Encontrar propósito e satisfação em áreas não lucrativas.

O empreendedorismo é uma alternativa viável, permitindo o uso de experiência acumulada em novos negócios. Trabalhar como consultor ou freelancer oferece flexibilidade e a chance de continuar contribuindo em sua área de expertise. O voluntariado pode ser uma fonte de satisfação pessoal e profissional.


Conclusão

A transição de carreira depois dos 50 anos, embora desafiadora, está repleta de oportunidades. Com as estratégias corretas, autoconhecimento e suporte adequado, é possível não apenas fazer uma transição bem-sucedida, mas também encontrar nova satisfação e propósito na vida profissional.

É importante buscar apoio de um profissional na hora da transição de carreira. Um coach ou mentor, poderá dar suporte e orientações para direcionar os caminho que você desejar seguir.

Por Malu Alves Iasuki.

Professora, Empresária, Coach Empresarial e Mentora em Negócios

Idealizadora do projeto Pós-Aposentadoria e 50 Mais Em Foco.

Criadora do método INVOLV: Inovar-Network-Valores- Organização- Lucro com Velocidade

Empreendedorismo Criativo


73 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page