top of page

Como Implantar um Modelo de Negócio Criativo em Minha Empresa?



É importante lembrar que o objetivo de toda empresa é ter lucro, no EMPREENDEDORISMO CRIATIVO, o modelo ideal é que dê lucro e que seja sustentável.


E como isso acontece?

O empresário precisa estar atento a três coisas de extrema importância para seu negócio:

  • Custo do produto

  • Canal de distribuição eficiente

  • Como se manter no negócio.

Resumindo: Como faço o dinheiro entrar, e como controlo o dinheiro que sai. O segredo do empreendedorismo criativo é reunir conceitos de inovação e criatividade. É se diferenciar dos outros, utilizando meios criativos para chamar atenção, causar interesse, despertar o desejo e encaminhar para a ação, ou seja, a compra.


Empreendedorismo Criativo deriva-se do termo “economia criativa” foi criado por John Howkins, autor e pesquisador inglês, em 2001, quando lançou o livro “The Creative Economy”.


De acordo como o Sebrae, a “Economia criativa é o conjunto de negócios baseados no capital intelectual e cultural e na criatividade que gera valor econômico. A indústria criativa estimula a geração de renda, cria empregos e produz receitas de exportação, enquanto promove a diversidade cultural e o desenvolvimento humano. A Economia Criativa abrange os ciclos de criação, produção e distribuição de bens e serviços que usam criatividade, cultura e capital intelectual como insumos primários”.


Ainda de acordo com o Sebrae, os segmentos criativos podem ser alinhados de acordo com suas afinidades setoriais em quatro grandes áreas:

  • Consumo (design, arquitetura, moda e publicidade)

  • Mídias (editorial e audiovisual)

  • Cultura (patrimônio e artes, música, artes cênicas e expressões culturais)

  • Tecnologia (P&D, biotecnologia e TIC).

Os trabalhadores da indústria criativa possuem características semelhantes entre seus segmentos, com identificação de movimentos e tendências.


Todavia, queremos com nosso Projeto Empreendedorismo Criativo, expandir a economia criativa para todos os setores, pois acreditamos que com o avanço da tecnologia e da modernização, todos os setores estão interligados, em busca do novo, da reinvenção para se destacar no mercado, que está cada vez mais competitivo.


Hoje podemos falar e aplicar nas empresas, sejam elas, pequenas, médias ou grandes empresas, metodologias, conceitos e técnicas que antes não eram pensadas em seu uso nas empresas.

Hoje estamos aplicando técnicas que vão muito além da Administração e Gestão, estamos buscando técnicas do Coaching, do PNL, da Psicologia, e de muitos outros, em busca do equilíbrio, inteligência emocional, satisfação pessoal, quebra de resistências, mudanças de mentalidade, desenvolvimento de competências, autoconhecimento.


Modernização e criatividade andam juntos, e ao implantar esse conceito nas empresas devemos buscar conceitos e ações de humanização, e teremos benefícios como: maior satisfação e apoio dos nossos colaboradores, gestores deixando de serem chefes para serem líderes, escolhendo o caminho mais curto, fácil, rápido e de menor custo, para que haja lucratividade nas empresas, com uma equipe que veste a camisa, que abraça os propósitos da empresa, que seguem em busca de uma visão de futuro que melhorará a empresa e a vida de todos. É um verdadeiro engajamento das pessoas mirando um alvo em comum. Crescimento e lucratividade!


Fontes: Sebrae


Por Malu Iasuki- Coach Empresarial e Mentora em Negócios

Especialista em Gestão Financeira e Lucratividade.

55 visualizações0 comentário
bottom of page